Te amei no pouco e te amei no muito

No chupão na coxa e no beijo no olho

E [de certa forma] fui embora

parti de mim mesma e deixei de ser quem fui

Ainda assim

Sequei as lágrimas

Ok, não era minha vez

Pintei o rosto

Joguei fora os comprimidos para dormir

Enfim estreei o vestido vermelho [que te esperou por cinco meses]

E me entreguei à noite, sem ressalvas, novamente

Apaguei seus contatos

Esvaziei a banheira

Deixei que a água levasse, pelo ralo, nossas conversas e travessuras

A Marthinha é que tá certa

“Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo”

Tô me refazendo

Meu maior talento é ser teimosa!

Ao cliente, agradeço a pouca preferência

Faça-me apenas um favor: -Não volte!

Anúncios